O pintor brasileiro Cândido Portinari é tema de uma exposição em Barra Mansa. “O Brasil de Portinari” reúne réplicas de telas do artista, que podem ser conferidas no Sesc, localizado na Rua Tenente José Eduardo, nº 560, bairro Ano Bom.

Segundo os organizadores, a mostra traz “um amplo leque de temas que retratam a alma brasileira e a saga de uma nação”. O roteiro foi construído a partir do universo das cinco mil obras realizadas pelo artista.

Os trabalhos podem ser visitados de terça-feira a sábado, das 9h às 21h, e domingos e feriados, das 9h às 17h. A exposição segue até 30 de novembro, com entrada gratuita e classificação livre.

Portinari
Candido Portinari nasceu em 1903, em uma fazenda de café perto de Brodowski (SP). Filho de imigrantes italianos de origem humilde, teve uma infância pobre. Recebeu apenas a instrução primária, e desde criança mostrou vocação artística. Começou a pintar aos nove anos. Aos 15, foi para o Rio de Janeiro e se matriculou na Escola Nacional de Belas-Artes.

Em 1928, conquistou o Prêmio de Viagem à Europa, com o “Retrato de Olegário Mariano”. Esse é um marco decisivo na trajetória do pintor. Ele permaneceu em Paris durante todo o ano de 1930, o que o permitiu ver melhor a sua terra. Decidiu: “Vou pintar aquela gente com aquela roupa e com aquela cor”.

O tema essencial da obra de Portinari é o homem. Seu aspecto mais conhecido é a força da temática social, mas há também o Portinari lírico. Este é povoado de elementos da infância da terra natal do pintor: os meninos de Brodowski, brincadeiras, danças, cantos, etc.