O município de Barra Mansa ganhou mais quatro Polos de Cordas, totalizando dez unidades. Os polos oferecem aulas de violino, viola e violoncelo, através do projeto Música nas Escolas. São 50 minutos de aula, por aluno, duas vezes por semana. O prefeito de Barra Mansa, Jonas Marins, fez a entrega de 80 violinos para os alunos das unidades escolares onde funcionam os novos polos. São elas: Colégio Municipal Dr. Elvino Alves Ferreira (Vila Ursulino), Escola Municipal Presidente Tancredo Neves (Piteiras), Escola Municipal Humberto Quinto Chiesse (Boa Sorte) e Escola Doméstica Cecília Monteiro de Barros, o Asiloa das Órfãs (Centro).

A entrega aconteceu na quadra do Asilo das Órfãs e contou com a presença dos alunos e seus pais, da secretária municipal de Educação, Lusia Melchiades; da gerente de Cultura da Fundação de Cultura, Graça Dias; e de representantes do projeto Música nas Escolas, entre eles o presidente do conselho da Associação da Orquestra Sinfônica de Barra Mansa, Vivaldo Moreira Ramos. De acordo com Jonas, com mais os quatro Polos de Cordas, o município passa a atender 380 crianças. “Hoje Barra Mansa já é reconhecida não só no Brasil, mas também fora do país através do projeto Música nas Escolas. Nossa intenção é ampliar cada vez mais esse projeto e, por isso, temos descentralizado as atividades através dos polos”, disse, que assistiu a apresentação dos alunos do Coral do Asilo das Órfãs e dos alunos de pífaro (flauta).

A secretaria municipal de Educação falou da importância dos pais na musicalização das crianças. “A dedicação e o incentivo de vocês no dia a dia é fundamental. Tudo começa em casa, pois a família é a base de tudo. Por isso, contamos com o apoio de vocês”, disse. Já a gerente de Cultura, que representou o superintendente da Fundação de Cultura, Cláudio Chiesse, destacou os benefícios que a música proporciona as crianças: “Entendo que a música é um alimento para a alma e nesse sentido o projeto Música nas Escolas, além de alimentar cada aluno, inspira a sensibilidade para a vida”.

Diretora do Asilo das Órfãs, a irmã Sandra Lima agradeceu o prefeito pelo projeto. “Essa é uma oportunidade para nossos alunos aprenderem a tocar esse instrumento, além de contribuir na educação e formação deles enquanto cidadãos”, frisou. Mãe da aluna do Asilo das Órfãs, Maiara, de 11 anos, Elenir Borges da Silva Almeida elogiou a iniciativa da prefeitura. “Há dois anos ela já faz pífaro no colégio e acredito que esse projeto seja um inventivo para descobrir uma nova vocação musical”, frisou. Já Maiara, se mostrou bastante entusiasmada com o início das aulas: “Sempre quis tocar violino, pois acho muito bonito. Quando começaram as inscrições do projeto fiquei muito feliz e logo me inscrevi”.

Aluna do projeto Música nas Escolas há quase dois anos, Jade Honório, de 11 anos, que também estuda no Asilo das Órfãs, foi uma grande incentivadora da implantação do polo em sua escola. “Desde quando soube que iriam ampliar os polos, procurei informações no projeto para termos aulas na escola. Agora meus amigos também poderão aprender violino e eu serei monitora, ajudando-os a tirar dúvidas e passando o que aprendi”, informou Jade, que faz parte da Orquestra Sinfônica Juvenil.